domingo, 2 de janeiro de 2011

Figuras Reversíveis - Maurits Cornelios Escher


Existem imagens em que figura e fundo alternam com o mesmo valor. São figuras reversíveis ou ambíguas. Nestes casos, o mesmo tipo de estímulo visual pode dar origem a diferentes percepções. O nosso cérebro tem dificuldade em distinguir a figura e o fundo porque estas se confundem. A alternância de visualização é decidida pelo observador. A ima­gem, que primeiro reconhecemos como figura, passa a ser o fundo, numa segunda observação.




Neste espaço pode experimentar-se o mundo fantástico de Escher, em que predominam as ilusões espaciais e a geometria se transforma em arte e a arte em geometria. As suas estruturas impossíveis são brilhantes.

O artista holandês Maurits Cornelios Escher, mestre da ambiguidade, criou várias composições em que a forma, numa parte da superfície do campo, passa a ser fundo, através da utilização do contraste a preto e branco. Estas composições estão expostas pela primeira vez em Portugal na Fundação Eugénio de Almeida em Évora. Tower of Babel, Day and Night, Sky & Water, Drawing Hands e Relativity são algumas das litografias, xilogravuras e gravuras, de um total de 50 pinturas em mostra.
.
---------------Informações úteis ------------
.
Datas: 08 Out a 13 Fev 2011
Local: Fundação Eugénio de Almeida, Évora
Organização: Fundação Eugénio de Almeida

4 comentários: